quinta-feira, 9 de fevereiro de 2017

Cogumelos de cimento

Olá, pessoal!

Meus pais adoram inventar, e, se o assunto é o jardim, gostam mais ainda.
Nos últimos meses, eles decidiram criar cogumelos, não de verdade, mas de cimento. Já haviam feito outros há alguns anos, mas, os de agora, resolvi mostrar pra vocês.

Vejam, esta é a etapa da forma...



A seguir, vem a fase da cura: fora da forma, aguardando a secagem...






Uma vez no jardim, podem receber decoração inesperada e especial...rsrs


Até breve!
Fiquem com Deus.
Abração de bonecosdecimentoparajardim.


quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

Haworthia attenuata e cachepôs de crochê

Olá, pessoal.

Como estão os preparativos para o Natal?

Por aqui, tudo bem...

Separei para o post de hoje algumas das lembrancinhas que cultivei e crochetei para amigas que apreciam plantas e artesanato.

Eis a sugestão, espero que gostem.









A plantinha é a Haworthia attenuata. De fácil cultivo, necessita de algumas horas de sol pleno e água uma vez por semana para estar sempre bonita e se encher de mudinhas!!!

Os cachepôs foram confeccionados com a linha Anne e depois engomados.

Ainda dá tempo de fazer!!!

Até breve.
Fiquem com Deus.
Abração.

Bonecosdecimentoparajardim agradece sua visita


domingo, 27 de novembro de 2016

Restauração de janela/ poema de Thiago de Mello

Olá, pessoas que apreciam o bonecosdecimentoparajardim!

Tudo bem por aí?!

E pra hoje, mais um capítulo da matéria "restauração"!

Desta vez, uma janela (não sendo janela)...rsrs

A partir de material de demolição, demos função nova a um objeto e recriamos um espaço. No caso, nossa varanda. Com a colaboração de nós três, projeto, execução e fruição em etapas pra vocês.






E para concluir, versos de Thiago de Mello.

O Estatuto do Homem

Artigo primeiro

Fica decretado que agora vale a verdade. Agora vale a vida e, de mãos dadas, marcharemos pela vida verdadeira.

Artigo segundo

Fica decretado que todos os dias da semana, inclusive as tercas-feiras mais cinzentas têm direito a converter-se em manhãs de domingo

Artigo terceiro

Fica decretado que, a partir deste instante, haverá girassóis em todas as janelas, que os girassóis têm o direito de abrir-se dentro da sombra, e que as janelas devem permanecer abertas, o dia inteiro, para o verde onde cresce a esperança.

Artigo quarto

Fica decretado que o homem não precisará nunca mais duvidar do homem. Que o homem confiará no homem como a palmeira confia no vento, como o vento confia no ar, como o ar confia no campo azul do céu.


[...]



Deseja a todos uma semana maravilhosa.
Fiquem na PAZ!
Abração!






terça-feira, 15 de novembro de 2016

Lorenzo e Felícia, Felis catus

Olá, pessoal!

Amo gatos, acho que vocês já devem saber...
E, esta semana, minha mãe fez uma surpresa muito legal: confeccionou uma linda gata de presente pra mim.
É a Felícia 😺



Apaixonei-me por ela.

Há mais alguém que também ainda não apresentei aqui,
Lorenzo, meu filhote caçula.





Lorenzo e seu amado amigo Léo.
Quando ele chegou, ficou muito doente. E, como não tinha irmãozinhos pra aquecê-lo, em pleno mês de julho, dei-lhe um leãozinho pra servir de companhia. E não é que ele adorou?! São inseparáveis. Carrega o bichinho pela casa, dá "banho", faz lutas, dorme abraçadinho e arranca o Léo da mão de quem pega...kkkkkkk

Momento que ele entrou em casa, após aparecer no muro do nosso quintal. Segundo a vet, teria uns 3 meses.

Dentro do tema de hoje, versos de Ferreira Gullar, O ron-ron do gatinho.

O gato é uma maquininha
Que a natureza inventou;
Tem pelo, bigode, unhas
E dentro tem um motor

Mas um motor diferente
Desses que tem nos bonecos
Porque o motor do gato
 não é um motor elétrico.

É um motor afetivo
Que bate em seu coração
Por isso ele faz ron-ron
Para mostrar gratidão.

No passado se dizia
Que esse ron-ron tão doce
Era causa de alergia
Pra quem sofria de tosse.

Tudo bobagem, despeito
Calúnias contra o bichinho:
Esse ron-ron em seu peito
Não é doença - é carinho.



Grata pela visita.
Até a próxima.
Abração.

sexta-feira, 11 de novembro de 2016

Agapanthus e cia

Olá, pessoal!

Hoje, o post traz flores alheias.
Trata-se do Agapanto. Lindos e delicados, apresentam-se nas versões branca, lilás e azul.





Para completar o Post, imagens de uma linda visitante.
Borboleta ou mariposa?


Diferenças:
Borboletas têm hábito diurno; mariposas, predominantemente noturno;
Borboletas têm antenas finas que se alongam nas pontas; mariposas têm antenas em formato de fios;
Borboletas possuem cores vibrantes; mariposas,  em sua maioria, cores escuras;
Borboletas, quando estão em repouso, permanecem  com as asas fechadas; mariposas, com as asas abertas;
As primeiras preferem flores de cores vibrantes; as segundas de cor branca ou clara.
Só as mariposas fazem casulo de seda com secreção da boca.
Portanto, a visita é uma  formosa mariposa amarela!!!

Grata pela visita.
Até a próxima.
Para todos desejo a PAZ.
Abraço

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

Flor de outubro

Olá, pessoal!

Tudo bem por aí?
Para marcar o último dia de mês, nada mais simbólico do que as flores de outubro!!!
De tantas que tínhamos, só sobraram duas cores: uma rosa, que ainda não floresceu, e esta que registrei pra vocês. Às vezes, é difícil controlar as lesmas e, durante a noite, lá se vão nossas melhores esperanças de ver flores ÷(
Até os cactos mais espinhentos já foram quase aniquilados por elas( mostro em detalhes outro dia)...que dizer das plantas mais sensíveis!?


Pouca água, sol direto umas duas horas, solo de fácil drenagem, adubo 4-14-8 e bora ser feliz!!!


O velho caldeirão  transformado em vaso...rsrs
Será que o refrão cantado por Sérgio Reis mudou para : panela velha é  que faz floreira boa?


Espero que o próximo mês traga mais flores e muitas alegrias.
Até breve.
Grata pela preciosa presença.
Abração! 

quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Amor de cachorro e dois tipos de Ripsális

Olá, vocês!!!
Tudo bem?

Outubro já está quase no fim!


Nessa época, faz anos que um fato marcou nossas vidas, a minha e a de muitos vizinhos. Um dia, apareceu na rua onde moro uma boxer mansa e ao mesmo tempo inquieta. Foi se aproximando e recebeu comida, carinho, banhos...mas algo intrigava as famílias que cuidavam dela: ela não queria ficar fechada em nenhum quintal. Sua orientação a fazia ficar nos portões, do lado de fora. Isso durante quase um ano. Ela gostava de todos e era querida por nós. A gente se perguntava o que fazia um animal não querer um lar definitivo.
Um dia, veio a resposta que não presenciei, mas me fez chorar de um mix de emoções quando as vizinhas  me contaram: eis que uma moça parou sua caminhonete e desceu, recebendo em seus braços uma saltitante e velha conhecida. Ela relatou, então, que, há 9 meses, sua boxer desaparecera, levada pelo caseiro que a soltou no mundo. Ela soube, por outras pessoas, que ele fizera isso depois de ter sido demitido.
A dona da boxer é veterinária e passou em minha rua pra acessar uma estradinha de terra que a levaria a um sítio pra fazer um atendimento em domicílio naquele dia.
Se a Quatro meias - como a chamávamos- ficasse dentro de muros não poderia ser achada por sua querida tutora.
Em lágrimas, todos receberam o carinho e a gratidão da doutora que resgatou seu tesouro e se foi!!! A alegria da boxer desnecessário dizer que era tamanha!
Em seu coração, Quatro meias sabia que o reencontro era certo, apenas uma questão de tempo, pois não conseguiria vencer sozinha os 18 quilômetros que a separavam de casa. Era esperar e fazer a sua parte, ficando visível...

*A imagem do animal foi retirada da internet(e pode ser prontamente retirada se o autor assim o desejar), pois não fizemos nenhum registro da Quatro meias a não ser no coração!

As plantinhas de hoje são o Ripsális e uma cujo nome ainda estou sem saber. Se alguém puder me dizer, fico feliz!






Vou terminar por aqui.
Grata pela preciosa presença!!!
A Paz de Deus a todos.
Beijos


sábado, 8 de outubro de 2016

Cymbidium

Olá, pessoal!
Tudo bem?
Amo orquídeas. No começo, tinha muito medo de descuidá-las...rsrs. E cheguei a perder umas duas.
Estas que vou mostrar são de minha mãe. Estão com ela há mais de 40 anos. São Cymbidium,  plantas de terra que florescem abundantemente entre o fim do inverno e meados da primavera. Gostam de sol ou meia sombra. Os cachos me lembram sempre, em sua aparência pendente, um buquê de noiva.







Apenas água,  NPK e muito carinho.



"Possa a estrada vir ao teu encontro,
Possa o vento empurrar-te para frente,
Possa o sol aquecer o teu rosto
Possa a chuva suave inundar tuas campinas
Possa Deus carregar-te na palma de Sua mão até o nosso próximo encontro."  (Bênção Céltica)

Lindo findi a todos.
Grata pela visita.

segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Gerânio argentino e cia

Olá, pessoal!
Tudo bem por aí?
Já são  15 dias desde a última postagem!!!
Muito corre-corre por aqui: mãe operada, três gatitos com Rinotraqueíte, fora a maratona  que representa o encerramento de um bimestre na escola...ufa!!!
Mas passa...mãe e filhos felinos se recuperando, notas entregues, mas bate-papo no blog atrasado.
Deixei de comemorar a primavera aqui com vocês, mas não no coração e no meu cantinho verde.
Comprei umas plantinhas novas cujas imagens compartilho com vocês.







Então,  apresento-lhes o gerânio argentino(pelargonium domesticum), uma suculenta de três cores, um cacto e uma preciosiosidade da natureza que apareceu na cozinha!!!

Para encerrar, o canteiro de gerânios que cultivo em parceria de mudas com a amiga Fabi.


Grata pela visita.
Fiquem na Paz.
Até a próxima. 
Abração. 

sábado, 17 de setembro de 2016

Ipê amarelo

Olá, pessoal!

Tudo bem com vocês?

Minha avó dizia, quando via um ipê florido, "Tá chamando chuva!"  Nunca me esqueci e é um bom indicador mesmo...
Esta semana, os da minha rua estão anunciando água à vista!





O ipê amarelo também chamado de ipê-ouro, ipê-da-serra, Handroanthus albus, floresce de julho a setembro, e sua floração será tanto mais exuberante quanto mais intenso e seco tiver sido o inverno. A queda das folhas coincide com a florada o que destaca ainda mais a cor.
Sua altura pode chegar a 30 metros, e, para sustentar todo esse tamanho, suas raízes são igualmente fortes e abundantes. O ruim disso é que elas costumam levantar o piso em volta, causando trincas no cimento, revestimentos e até mesmo no concreto.

Uma curiosidade é que o ipê é hermafrodita, ou seja, coexistem na mesma flor órgãos masculino e feminino(gineceu e androceu). A abelha da espécie mamangava é sua principal agente polinizadora. Ela é grande, zumbidora e brava (sua ferroada é extremamente dolorosa),  faz furos na casca do próprio ipê, onde passa a habitar.

Desejo a vocês um ótimo domingo e uma semana abençoada!
Grata pela visita.
Abraços e até breve!!!


domingo, 11 de setembro de 2016

Orquídea olho-de-boneca, Dendrobium nobile

Olá, pessoal!

Como foi a semana?

Como setembro está passando depressa!!!

Hoje, vou mostrar pra vocês minhas orquideas. Olho-de-boneca ou Dendrobium nobile.

O nome dendrobium vem do grego e significa que vive nas árvores. São originárias da China.


Minha mãe ganhou todas de amigas queridas e até encontrou uma no lixo, numa calçada...

As que temos estão em árvores. E florescem muito todos os anos!







Esta vive na pereira.


Esta mora num pé de mangas.

De fácil cultivo, aqui em casa, não recebem  grandes cuidados, além de olhares carinhosos e elogios...rsrs.


Adaptam-se bem em vasos.



Costumam florescer do final do inverno a meados da primavera. As flores duram em média 30 dias. Gostam de sol.  As plantas, em lugares com menos luz,  produzem mais mudas do que flor. A adubação pode ser feita com NPK e as regas podem ser regulares. Após a florada, podem-se diminuir as regas para se obterem mais flores.

Eis um tronco de ipê morto que se encheu de vida novamente.


Fico por aqui.
Grata pela visita.
Ótima semana a todos!!!
Abraços.